Luan Santana dividirá o palco com Fábio Jr. durante o show de comemoração dos 70 anos do cantor. A apresentação, agendada para 21 de novembro, na Tokio Marine Hall, em São Paulo, marcará também a estreia da turnê ‘Bem Mais do Que Meus 20 Poucos Anos’.

Post arquivado em Notícias
Publicado por newsls

Se a “Balada das Negas” já foi a realização de um sonho, a promoção que rolou depois dela era, de fato, o que todos os fãs gostariam de viver. Não apenas pelo momento principal, que já era ótimo, mas também pelo que ela trazia junto: a certeza de que, sempre que você pudesse (já que querer, queremos sempre), poderia entrar no camarim e abraçar o Luan. 

 

Era exatamente isso que foi oferecido na promoção celebrada pela Central de Fãs, lá no final de 2012: uma tarde deliciosa, regada a churrasco e música boa e, depois, seis meses inteirinhos de encontros e abraços. De fato, o “Churrasco + Passe Livre” foi um daqueles eventos memoráveis para as 15 meninas que foram contempladas nesse sorteio. Pelo menos, é o que diz a nossa entrevistada de hoje, a brasiliense Ariana Azevedo, que não só foi uma das sorteadas, como também foi a fã que mais aproveitou o que foi chamado de “Passe Livre”.

 

 

Fã desde 2010, ela lembra que conheceu o cantor ainda na escola, através de duas amigas que lhe “apresentaram” a lendária “Meteoro”. Ao descobrir que teria um show do “gurizinho” em sua região, ela não perdeu tempo e comprou o ingresso. No dia, mesmo com a desistência das duas amigas, ela não hesitou e foi, tendo a companhia da mãe. Naquele momento, descobriu que tinha algo mais. E tinha mesmo. Desde então, segundo as palavras da própria, “passei a procurar tudo voltado ao Luan, fiz fã clube, fiz várias amizades e sempre faço o possível para estar nos shows dentro e fora da capital”.

 

Atualmente, aos 28 anos, ela é enfermeira, mas — sempre que possível — continua indo a shows em todos os lugares do país. Inclusive, é enfática ao dizer que não se arrepende de nada (só de não ter aproveitado mais!!). No News Entrevista de hoje, ela contou detalhes daquela tarde incrível que foi o “Churrasco”, recordou os bastidores dos encontros pelos camarins e explicou mais sobre como foi sua rotina durante a promoção, que consistia em garantir votos no “Melhores do Ano” e, ao final do dia, enviar um e-mail com a quantidade total.

 

Ariana, ficamos imensamente gratas pela sua participação e pela confiança em dividir lembranças que poderiam ficar apenas na sua memória. Ah, e sobre o seu desejo: a gente torce para que se realize, ok?!Depois conta pra gente!

 

 

Vem ler a entrevista! ✨

 

1. Depois da “Balada das Negas”, o “Churrasco” foi outra promoção que movimentou muito os fãs. Conta pra gente um pouco de como foi?

O foco da promoção era votar no Luan no “Melhores do Ano”, do Domingão do Faustão. Tínhamos que votar, pelo telefone ou internet, anotar os horários e encaminhar via e-mail. Embora estivesse encaminhando o e-mail todo final de dia com muitos votos, não estava confiante… Sabia que muitos fãs estavam participando rs. O prêmio era um churrasco com o Luan, com tudo pago (passagem, hospedagem e alimentação), além de um “passe livre” no camarim. Ou seja: seis meses de camarim nos shows que eu fosse e que tivesse camarim.

 

2. E como foi o momento em que você recebeu o comunicado de que era uma das vencedoras?

Fiquei muito surpresa com o resultado, não esperava! Chorei muito quando recebi a ligação. Estava muito feliz! Ainda não tinha data marcada para acontecer, mas a ansiedade já tomava conta de mim. Na hora, liguei pra minha mãe contando que havia ganhado e ela também ficou muito feliz, afinal, viu meu esforço votando todos os dias! Depois, veio a preocupação de não conseguir desfrutar tanto quanto eu queria do “passe livre”, já que, na época, eu era menor de idade e ainda não trabalhava, estava cursando o ensino médio e ia depender da minha mãe para custear os shows e aproveitar os camarins. 

 

 

 

3. O grande dia foi 20 de janeiro de 2013. Como foi a sua rotina, a chegada ao evento, como era o local, como foi antes, durante e depois… Detalhes, detalhes!

Saí de Brasília de manhã com destino a São Paulo e retornei ao final do dia. A promoção não dava direito a acompanhante, então fui sozinha. No aeroporto, já tinham alguns fãs que também estavam indo de outros estados e lá estava o representante da Central de Fãs do Luan nos aguardando. Fomos de van até uma chácara onde aconteceria o churrasco. O Luan ainda não estava lá. A chácara era linda! Tinha piscina, um lago ao fundo e uma casa em que pudemos usar alguns espaços para nos arrumarmos. Toda a banda estava lá conosco. Chegamos e ganhamos uma camiseta escrito “Sogrão caprichou”, foi pedido que colocássemos para que quando ele chegasse estivéssemos todos com a camiseta. Era incrível a sensação de saber que logo o Luan estaria ali. 

 

4. E o encontro com ele, como foi?

Aquele dia, 20 de janeiro de 2013, foi a coisa mais linda que já vivi nos meus anos de fã do Luan. Ele chegou, todas nós estávamos sentadas, ele passou cumprimentando e abraçando cada uma das ganhadoras. Depois, haviam duas cadeiras em que iríamos sentar ao lado dele, uma de cada vez, para, ali, ter o seu momento de fotos e conversa. Eu havia levado para ele um “livro” que alguns fãs de Brasília fizeram juntas. Esse livro contava a história dele… Desde o nascimento até o ano que ocorreu o churrasco, bem como os principais prêmios e história de vida… Ele abriu, folheou, parou em algumas páginas, viu algumas fotos, leu algumas histórias que estavam escritas e agradeceu muito. Lembro que havia uma página que contava do relacionamento dele da época e ele ficou muito surpreso, gostou muito e soltou “eita, até da Jadoca?”. 

 

 

Luan estava muito descontraído, brincando muito com a banda e com a gente também. O encontro daquele dia foi incrível e o mais tranquilo que já tive com ele. Todas as ganhadoras tiveram seu momento, foi respeitoso e não houve nenhum tumulto. Depois que todas estiveram ali com ele, começaram a cantar algumas músicas dele e de outros cantores, como Chrystian e Ralf.

 

5. Falando agora do “Passe livre”, depois do dia do churrasco, quantas vezes você usou seu benefício de acesso livre ao camarim? Qual encontro foi mais marcante?

O passe livre dava acesso ao camarim durante seis meses, em todo show que eu fosse. Infelizmente, neste ano (2013), o Luan esteve em Brasília apenas uma vez… Todas as outras vezes que entrei, tive que viajar (e dependia da minha mãe para isso rs). Graças a Deus, ela foi super compreensiva, sempre me deu todo apoio, me levava quando dava e quando não dava, deixava eu ir sozinha! Em seis meses, entrei no camarim sete vezes. Uma em Brasília, uma em Goiânia, uma em Belo Horizonte e quatro vezes em São Paulo. 

 

 

O mais marcante da promoção com certeza foi o churrasco, mas, dentre as idas ao camarim com o passe livre, o de Brasília/DF marcou por eu ter entrado com uma amiga que conheci através do Luan (ela ganhou uma promoção local) e do Credicard Hall, em São Paulo, que foram dois dias seguidos, em ambos entrei com outra ganhadora da promoção e o Luan lembrou que havíamos entrado no dia anterior. 

 

 

Fora dessa promoção, já tive muitos encontros com o Luan. Me sinto feliz em dizer isso e digo com convicção que todos são marcantes… sou fã de ir em aeroporto, hotel e onde ele estiver rs. Já o encontrei no corredor do hotel, ele me deu o chiclete dele no aeroporto uma vez rsrsrs, outra vez fez muita graça nos stories dele conosco no aeroporto aqui de Brasília… enfim. Todos os encontros marcam (e é por isso que a gente quer sempre mais).

 

 

6. Essa foi a sua maior realização como fã? Ainda tem algo que deseja alcançar em relação ao Luan?

Tive muitas realizações como fã… O Luan me levou a lugares inimagináveis e foi a ponte para que eu conhecesse pessoas maravilhosas, que fazem parte do meu dia a dia. Acredito que outro encontro como o do churrasco, que foi tranquilo, leve e sem pressa, será bem difícil de acontecer. Almejava muito o “Cruzeiro” e esse ano consegui realizar… Embora não tivemos contato próximo com ele no navio, os shows foram incríveis e vivi intensamente tudo lá dentro. Também consegui ir na gravação do Luan City São Paulo, em 2021, e foi a primeira vez que estive em uma gravação de DVD dele. Nós, fãs, queremos sempre mais, né? Com certeza, se a promoção do “passe livre” fosse hoje, que sou maior de idade e trabalho, iria usufruir muito mais que sete vezes em seis meses! É pedir muito outro passe livre, Central de Fãs? rs Mas, agora, sonhando alto, desejo ir em um show dele fora do Brasil e conseguir abraçá-lo lá!

 

 

Post arquivado em News Entrevista, Notícias
Publicado por newsls

Luan Santana recebeu o jornalista Leo Dias nos bastidores da sua apresentação no “Luan City Festival”, em Porto Alegre/RS, no último sábado, dia 14. Durante o bate-papo, o cantor contou com exclusividade sobre o lançamento da sua própria linha de perfumes, chamada El Fuego, que deve ser lançada até o final do mês.

Ainda no campo das novidades, Luan também adiantou o lançamento de um aplicativo, que segundo ele servirá para aproxima-lo ainda mais dos seus fãs, podendo garantir aos usuários ganho de brindes e até de dinheiro.

Ele também falou sobre a venda milionária de datas do “Luan City Festival” para um fundo de investimentos, garantindo que a decisão foi tomada pensando em tornar o evento o melhor festival do Brasil.

Para finalizar, Luan abriu o jogo e respondeu algumas perguntas íntimas feitas pelo jornalista.

Confira no vídeo abaixo:

Do News Luan Santana

Post arquivado em Notícias, Videos
Publicado por newsls

Para o News Entrevista de hoje, conversamos com uma das grandes figuras da carreira do Luan, principalmente entre os anos de 2009 e 2014, que foi o período em que ele esteve na LS Music. Hoje, o nosso bate papo é com o Márcio Cardoso, que foi produtor ao longo de 6 anos.

 

Mesmo atuando nos bastidores, durante todo esse tempo, Márcio foi o responsável por produzir os shows e as três primeiras gravações de DVD: “Ao vivo em Campo Grande”, “Ao vivo no Rio” e “O Nosso Tempo é Hoje”, que foram sucesso absoluto e são lembrados até hoje.

 

Aqui, ele contou um pouco sobre como era sua rotina na estrada, principalmente nas épocas em que os DVDs foram gravados, e também falou da sua relação com o cantor, que era de profissional para profissional, mas também, de muita admiração.

 

Márcio, obrigada por nos dar um tempinho para termos essa conversa e podermos contar com sua experiência aqui conosco. Ficamos felizes em tê-lo aqui! #DeusNoComando 

 

 

A seguir, a entrevista com Márcio Cardoso.

 

1. Márcio, como começou sua carreira e quando surgiu o convite para trabalhar com o Luan?

Eu comecei na música em março de 2008, por acaso. Trabalhei 12 anos com transporte rodoviário de passageiros, logística e transporte de cargas, porém, sempre trabalhei com pequenos eventos e shows. Daí, quando eu trabalhava no setor de logística da dupla Fernando e Sorocaba, tive um bom contato com o Anderson (ex-empresário do artista) e com Luan, foi quando rolou o convite. Foi em março de 2009 e, por lá, atuei em vários setores, mas me identifiquei demais na “Área de Produção de Shows”. Mas confesso: quando me formei em Marketing e Propaganda, em 2001, nunca imaginei que em 2009 estaria trabalhando na produção de um DVD e seguiria nisso.

 

 

2. Você participou de três DVD’s do Luan: como produtor convidado, produtor financeiro e produtor geral, respectivamente. O que muda em cada uma dessas funções?

Foram experiências incríveis, mas que tinham seus desafios. Afinal, no primeiro DVD, quem era o Luan Santana? Ele estava sendo apresentado ao Brasil e ao mundo, eu nunca tinha trabalhado com isso e, mesmo auxiliando apenas no financeiro, na verdade, também fiz um pouco de tudo: trabalhei no camarim, no palco, nas grades de segurança… Foi especial demais. 

No segundo, a afirmação, mas também um novo desafio: vamos dar conta de fazer um mega DVD no Rio de Janeiro? Sertanejo no Rio de Janeiro? Foi um desafio para nós e, novamente, curioso. Atuei em outras áreas, cuidei da parte artística e do financeiro do projeto, além de ter aprendido demais com a Joana Mazzucchelli e toda sua equipe. 

 

Fotos: Montagem DVD “Ao Vivo no Rio”

 

No terceiro, o Luan já era um artista realizado, consagrado. Então, vamos manter o pique e a qualidade? O projeto ficou 100% em minhas mãos e foi outro desafio porque, no local, tinha apenas o terreno, não havia estrutura, tudo foi construído do zero, cada parafuso, ferragem, efeito, luz, instrumento… Esse DVD nasceu como um filho.

 

Fotos: Montagem DVD “O Nosso Tempo é Hoje”

 

3. Sabendo que ainda é necessário conciliar a agenda de shows com as gravações e programas de TV, como funciona o trabalho de um produtor geral e como era organizada a logística do artista e da equipe?

Funciona com muito gerenciamento, organização, coordenação, além de um excelente time na estrada e no escritório. De maneira mais explicada, eu atuava no gerenciamento de horários do artista e equipe, chegada e saída da cidade, horário de montagem de palco, produção do show, passagem de som e showtime, organização do atendimento de imprensa, show e logística. Em algumas situações, trabalhava em conjunto com a assessoria de imprensa, pré-produção e produção técnica, fazendo checagem de setlist, direção de show, entrada e saída da equipe em hotéis. Era algo insano, então, nesses 6 anos, quanto mais você prever os problemas e fugir deles, o resultado será o ideal. Todo esse tempo foi algo muito especial.

 

 

 

4. No DVD ‘O nosso tempo é hoje’, qual foi a maior dificuldade que enfrentaram?

Por se tratar de um local aberto e que, de estrutura, só tinha o gramado, fazer a base toda do zero, com certeza, foi a maior dificuldade, além de contar com a ajuda do “tempo”, não saber se ia chover ou não… Mas, mesmo assim, o resultado foi fantástico.

 

5. Ainda falando desse mesmo projeto, que foi gravado em Itu – SP, ele foi caracterizado por muitas cores, efeitos visuais e luzes, mas acontece que: inicialmente, o local seria outro. Qual foi a base de vocês para decidir tudo isso?

Luan queria um projeto tipo tribo, baseado nas grandes “raves” internacionais, com os efeitos, as luzes, as cores e o que fizemos foi a junção disso tudo! O resultado foi fenomenal!

 

6. Como era a sua relação com o Luan, de forma profissional e pessoal?

Sempre muito boa. Conheci o Luan menino e vejo, até hoje, seu amadurecimento. Grande artista, excelente pessoa e eu tive a sorte de poder ter contato com o artista e filho da dona Mari e do seu Amarildo.

 

 

7. Por fim, conta pra gente uma situação que te marcou? Pode ter sido na estrada, com fãs, com o Luan ou até com a equipe.

Tivemos algumas. A primeira vez no Faustão. Fãs escalando o navio (Cruzeiro), a experiência de fazer shows na Angola e no Japão. A primeira vez no palco principal de Barretos. Somente agradeço a Deus por ter tido todas essas chances. 

 

Post arquivado em News Entrevista, Notícias
Publicado por newsls

Felipe Araújo anunciou na noite de ontem, 10, através de suas redes sociais, a data de lançamento de “Última Noite”, sua parceria com Luan Santana. Gravada durante uma apresentação dos cantores em Uberaba/MG, a canção chegará as plataformas digitais no dia 26 de outubro.

O cantor, que recentemente revelou que gravar ao lado de Luan era a realização de um sonho, também compartilhou um vídeo com a expectativa dos fãs para um feat entre eles.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Felipe Araújo (@felipearaujocantor)

 

 

Do News Luan Santana

Post arquivado em Notícias, Videos
Publicado por newsls

A edição especial do Batalha do Lip Sync, quadro do Domingão com o Huck, com os filhos dos apresentadores Fausto Silva e Gugu Liberato, também redeu homenagem ao Luan Santana. Ao homenagear o pai, Faustão, João Guilherme relembrou uma das inúmeras participações do cantor no Domingão ao dublar “Meteoro”.

A performance, que recebeu diversos elogios dos telespectadores nas redes sociais, contou até com um look muito parecido ao que Luan usou em sua primeira participação no programa dominical, além dos trejeitos muito característicos do sertanejo.

Confira abaixo a apresentação completa!

Do News Luan Santana

Post arquivado em Notícias
Publicado por newsls

Depois da menina da van, da fã que escalou a cabine do cruzeiro e da tia Ju, da Central de Fãs, o News Entrevista de hoje está mais nostálgico do que nunca. Se você viveu os primeiros anos da carreira do Luan, certamente vai se recordar da entrevistada de hoje porque, sem medo de errar, podemos dizer que ela marcou uma geração de fãs. Você lembra da Amannda? Bom, de maneira mais específica, a melhor pergunta seria: você lembra do Cartas Pro Luan?

 

Criado no “verão de 2010”, o CPL é um “acervo aberto” onde a Amannda, fã responsável por cada palavra ali depositada, expressava seu sentimento através de textos e frases. Para ela, a chance de gritar para o mundo a grandiosidade daquele amor. Para os outros fãs, uma “porta-voz” do que eles sentiam.

 

Fã desde 2009, hoje ela tem 31 anos e mora em Juazeiro do Norte, no Ceará, mas é natural de João Pessoa, na Paraíba. O último encontro entre ela e o cantor aconteceu há muito tempo e, mesmo com as responsabilidades que, diariamente, surgem na vida de qualquer pessoa, ela é enfática ao dizer que aquela foi a melhor época de sua vida e que o amor permanece.

 

Amannda, como fãs, podemos dizer que, sim, você marcou uma época e faz parte da vida de muitos fãs, além de também marcar a vida do artista, que mesmo de maneira virtual, fez questão de reconhecer seu trabalho impecável e suas palavras cheias de amor e emoção. ♥

 

 

Se para ela, escrever ou falar dele nunca foi um problema, então, que seja assim mais uma vez. A seguir, a entrevista com a fã por trás do Cartas Pro Luan, Amannda Lima.

 

1. Você é a pessoa responsável pelos textos maravilhosos do “Cartas Pro Luan”. Conta pra gente: quando e por que decidiu criar um perfil assim para ele?

Eu já acompanhava o trabalho do Luan há mais de um ano quando decidi criar o CPL, no verão de 2010. Sempre gostei muito de me expressar de maneira escrita e algo me dizia que, no fundo, precisava compartilhar aquilo com pessoas que tinham o mesmo sentimento que eu. Talvez essa tenha sido uma das melhores escolhas que fiz na vida…

 

2. E como era seu processo de escrita?

Nunca existiu um “processo”, mas a inspiração sempre vinha. Talvez porque eu gosto de escrever, talvez porque eu falava sobre alguém que amo muito ou, simplesmente, porque é fácil ser inspirada por alguém tão inspirador. Essa é a minha tese favorita.

 

3. Quais são os textos que mais te marcaram e por que? 

Eu tenho incontáveis textos e frases, alguns nas redes sociais e outros que sequer cheguei a publicar, pois eram muito pessoais. Sem dúvida, o mais marcante é sobre uma carta que o meu eu do futuro enviaria ao Luan. O mais engraçado é que eu escrevi esse texto em 2011, mas sempre que leio penso: não mudaria uma palavra!

 

https://www.tumblr.com/cartasproluan/7899440722/daqui-a-4o-anos-voc%C3%AA-chegar%C3%A1-em-casa-e-como-de

 

4. Na época, em sua conta do Twitter, você só seguia o Luan. Isso tinha algum motivo específico?

O CPL, para mim, sempre foi um acervo aberto. Ali, eu só queria colocar para fora o que eu sentia, pensava ou sonhava. Não estava em busca de seguidores ou sucesso… Lembro que, na época, as pessoas tinham muito aquilo de “me segue que eu te sigo de volta”. Não era sobre isso e, por esse motivo, optei por seguir apenas o Luan.

 

5. Por falar em sucesso, muitos fãs gostavam e exaltavam seus textos. Pra você, como era ser “famosa” na família LS?

Às vezes, me assustava um pouco porque nunca imaginei que o que eu escrevia fosse chegar tão longe, inspirar tantas pessoas e, principalmente, dar voz aqueles que sentiam e não sabiam expressar. Foi uma época muito boa da minha vida porque eu me senti acolhida e compreendida por pessoas de vários lugares do mundo, além das amizades  que fiz e que carrego comigo até hoje.

 

6. Você chegou a ter a chance de falar do CPL para o Luan?

Nunca tive a chance de falar pessoalmente, os meus encontros com ele foram muito rápidos. Mas carrego uma alegria imensa de uma resposta que ele me mandou no Twitter, que dizia assim: @cartasproluan adoro seu twitter amor! Sempre vejo.

 

 

7. Tem alguma lembrança com o Luan que te marcou e marca até hoje?

Sim… A última vez que entrei no camarim dele foi em 24/11/2012. Os encontros em camarim sempre são muito rápidos, mas esse, em específico, ele não abaixou para me beijar ou abraçar, como fez nas últimas vezes. Como tenho 1,62cm e ele 1,83cm, a única opção foi dar um “cheiro” no pescoço dele! Na hora ele riu, beijou minha cabeça para retribuir. Eu ganhei a lembrança do cheiro dele, que até hoje está vivo na minha memória!

8. E das situações inusitadas da vida, alguma já aconteceu com você envolvendo o CPL?

Nada, graças a Deus… só lembranças boas!

 

Post arquivado em News Entrevista, Notícias
Publicado por newsls

Luan Santana aparece no topo da lista dos artistas mais reproduzidos no YouTube em Portugal. A pesquisa foi realizada pela OnlMaps, e analisou os números da plataforma nos principais países da Europa nos últimos doze meses.

Sucesso entre os portugueses, Luan já acumula mais 112 milhões de visualizações somente no país e suas músicas estão sempre entre às mais reproduzidas no Spotify – Portugal.
Do News Luan Santana
Post arquivado em Notícias
Publicado por newsls

Luan Santana divulgou nesta sexta-feira, 29, em seu canal no YouTube, o vídeo de “Tímida”, canção que integra o EP “Luan City 2.0 – Fase 2”, lançado nas plataformas digitais no dia 14 de setembro.

Confira abaixo:

 

Do News Luan Santana

Post arquivado em Notícias, Videos
Publicado por newsls

É diferente escrever em primeira pessoa quando faço isso sempre falando de alguém, mas coube à mim mesma fazer uma breve introdução antes do meu bate-papo para o News Entrevista, o último da série especial com a nossa equipe.

 

Conheci o Luan em 2010 e, em poucos meses, já era uma fã que criou uma conta no Twitter para falar com ele. Sim, eu tinha certeza que, dessa forma, conseguiria fazer com que ele me visse. Assim que “cheguei” na rede social, segui ele, obviamente, e mais três perfis de fãs: @SomosApenasUmLS, @LS_VozQueAcalma e @NewsLS. Nunca me esqueci disso. 

 

Acompanhei o crescimento do News de perto porque me tornei muito próxima da Jess, que foi quem criou o site, e sempre desejei o melhor para esse projeto. Secretamente (ou nem tão secretamente assim), também sempre desejei fazer parte. O convite até aconteceu uma ou duas vezes, mas parecia não ser a hora certa. Até poucos meses atrás, quando me tornei, oficialmente, parte da equipe. Aliás, uma equipe que eu já conhecia e tinha amizade com grande parte.

 

Em todo esse tempo, conheci pessoas extremamente especiais e que tenho amizade até hoje, tive grandes momentos na minha vida de fã e, graças a Deus, pude alcançar o objetivo de encontrá-lo. Aliás, sou completamente apaixonada pela minha trajetória e tudo que conquistei em relação a ele, mesmo ainda tendo um ou outro sonho. Hoje, sou responsável por esses textos que vocês leem, em especial os que são entrevistas, mas também alguns sobre a vida do cantor. E posso falar? Eu amo demais!

 

À toda equipe do News LS, digo com honestidade que sou grata de estar com vocês nessa e me sinto feliz em contribuir com a (linda) história que vem sendo construída. 

 

A seguir, as perguntas que a Isa fez para mim! 🌻

1. Como e quando surgiu o convite para fazer parte do News?

O convite rolou em 21/07/2023, durante uma conversa com a Isa, quando ela me disse que estava pensando em alguns projetos novos. Eu já estava trabalhando com redação e escrevendo textos em boa parte do meu dia, então acabou “casando” as situações: ela precisava de alguém que fizesse isso e eu precisava de uma oportunidade de entrar no News hahahaha O momento perfeito! Fiquei muito feliz, completamente entusiasmada, pensando mil coisas e louca para, de fato, me sentir parte disso tudo como me sinto hoje. Ainda não tive a chance de falar do News para o Luan, mas sei que vai acontecer no momento certo, assim como foi para eu estar aqui.

 

2. Você disse que trabalha com redação. Sempre gostou da área da comunicação ou isso veio com o tempo e com a influência de ser fã do Luan?

Sempre gostei. Desde criança, eu sabia que gostava de escrever. Sempre escrevi cartas para meus amigos, gostava de passar horas organizando meu caderno na escola porque eu copiava a matéria na sala e passava a limpo em casa… Aos 12 anos, no auge da febre das revistas teens, eu lia e ficava me imaginando escrevendo uma coluna ali naquelas páginas e sempre quis fazer jornalismo. Eu realmente me via naquele lugar. Quando chegou na hora de escolher, acabei optando por cursar Publicidade e Propaganda, mas sempre pensando em focar na área da redação, já que ela está nas duas profissões. Eu costumo dizer que sou jornalista de coração, mas hoje, acredito que a bagagem que ganhei com a Publicidade é fundamental. Acho até que o fato de ser fã me instigou a querer seguir ainda mais nesse caminho, mas sempre foi um desejo meu.

 

3. Bom, falando nesse tema, a gente sabe que o Luan foi o assunto do seu TCC, certo? Como foi tomar essa decisão? Qual foi o tema escolhido para falar sobre ele em um trabalho tão importante?

Foi… Falei dele no meu Trabalho de Conclusão de Curso. Olha, tomar essa decisão foi fácil para mim, mas confesso que não sabia como as pessoas iriam reagir, já que, infelizmente, ainda associam fãs de Luan à crianças ou coisas infantis. Lembro que meu orientador, o professor Rafael, disse que deveríamos falar sobre um tema que nós pudéssemos dominar e que estivesse de acordo com tudo que estudamos durante todo o curso. Na minha turma, tiveram colegas falando sobre a Anitta, sobre jogos de RPG, sobre a “rivalidade” entre o Burguer King e o Mc Donald’s e teve eu falando do Luan. 

Escolhi falar sobre o reposicionamento de marca dele, que era algo que muitos fãs já tinham reparado, e, se encaixava completamente em tudo que eu havia estudado sobre rebranding. Mesmo escrevendo em cima de algo que eu amava, não foi fácil porque, além de ser um trabalho bem grande e que levei dias e noites (literalmente) fazendo, ainda tinha a pressão de estar quase no final da faculdade. Acho que fui bem, já que tirei uma nota boa, mas exigiu muito de mim como pessoa, como fã e como aluna do curso de publicidade.

 

Arquivo pessoal Samyla Ramos

 

4. Qual foi seu encontro mais marcante com ele? Além dos encontros, houve algo em sua trajetória que te marcou?

Honestamente, sou muito feliz em dizer que foram muitos encontros! Sempre fui aquele tipo de fã que ia atrás em hotel, aeroporto, emissora de TV e onde mais ele estivesse. Em muitos, consegui abraçá-lo e sempre, sempre, me marcou de alguma forma. Por isso, é humanamente impossível citar apenas um, então, vou falar de três. Começo com o meu primeiro abraço, porque foi muito especial e eu jamais esqueci da minha sensação ao vê-lo de perto pela primeira vez. Juro que parecia que tinha uma luz em volta dele, igual aparece desenho, sabe?! Pois bem, eu falo e ninguém acredita, mas eu o vi dessa forma e fiquei anestesiada de emoção. 

Depois, meu primeiro camarim, porque foi coisa de Deus. Era pra ser meu. Eu estudava atrás de um shopping que fez promoção para o camarim do rodeio que ele iria cantar, isso lá em 2011. Fui me inscrever e precisava preencher uma ficha e colocar na urna lacrada. Eu fiz isso, mas preenchi meu número de documento errado. Lembro que chorei muito, pedi pra moça abrir para eu consertar, mas não podia. Eu tinha certeza de que aquilo me prejudicaria e que eu mesma tinha jogado minha chance fora, mas acabei ganhando e o erro nem diferença fez. Foi perfeito. Ali, eu estava realizando um sonho e, na escola, todos queriam saber como foi. 

 

Foto 1: O primeiro abraço

Foto 2: No backstage, minutos antes do camarim em 2011

 

Outro momento muito marcante foi meu segundo camarim, 7 anos depois daquele primeiro, quando fui sorteada pela Central de Fãs, algo que eu achava que jamais aconteceria comigo. Gente, quem já viveu isso, vai concordar que não tem nada melhor do que a sensação de sair de casa com a certeza do abraço! Naquele 28/04/2018, eu fui muito feliz.

Além disso, posso citar o dia em que ele me seguiu no Twitter, também em 2011, e dois outros momentos especiais: o meu primeiro show, que foi a gravação do DVD “Ao Vivo no Rio”. Sempre que assisto, me dá uma saudade muito forte daquele dia, e, também, o DVD “Acústico”, pois lembro que foram 1.000 convidados e eu só ganhei convite faltando dois dias para a gravação, quase acabando as vagas. Já não tinha mais esperanças, sério, mas deu certo e eu ainda assisti bem pertinho do palco, ao lado das minhas amigas. Também teve o show da Coca-Cola, porque eu nem lembro quantas latinhas de refrigerante comprei, mas valeu a pena e eu faria de novo!

 

Foto 1: O primeiro show, em 2010, gravação do DVD “Ao Vivo no Rio”

Foto 2: DVD “Acústico”, em São Paulo, 2014

 

Foto 1: Segundo camarim, em 2018

Foto 2: Show Coca-Cola Fan Feat, em São Paulo, 2018

 

5. Hoje, além de fã, você trabalha com redação e escreve aqui no News LS. Quais são seus planos em relação a tudo isso?

Acredito que tudo isso esteja interligado porque o meu lado fã está 100% conectado ao News, que está conectado ao meu trabalho. Então, como um todo, quero evoluir cada vez mais. Acredito que ganhando experiência na minha profissão, consigo enriquecer o que faço no News. E também acredito que a vivência aqui, no fã-site, me dá bagagem para a carreira que eu escolhi seguir. Juro que em tão pouco tempo, já aprendi coisas aqui que eu não sabia. Então, quero evoluir em todas as áreas que eu puder, mas, principalmente, como pessoa. E como fã… Gente, acho que nunca vou deixar de ser fã. Sei que as responsabilidades da vida chegam, a gente acaba seguindo caminhos que nos exigem mais do que quando somos apenas adolescentes e fãs em tempo integral, mas defendo a ideia de que amor nunca morre. A prova sou eu mesma, que na reta final da faculdade e por alguns anos depois, passei por problemas pessoais que me afastaram um pouco desse mundinho LS, mas sigo aqui. O Luan chegou na minha vida como uma coisa de adolescente que já amava RBD, Sandy e Junior, Rouge e Backstreet Boys, mas hoje, aos 30 anos, falo com convicção: sei que ele vai continuar.

 

 

Foto 1: Ainda em 2011, um dos primeiros abraços

Foto 2: Encontro mais recente, em 2019, ao lado das amigas Jacqueline e Aline

Post arquivado em News Entrevista, Notícias
Publicado por newsls